• Escondidos no Livro: “‘A extraordinária garota chamada Estrela’ é daqueles livros que mudam sua vida”

    Escondidos no Livro: “‘A extraordinária garota chamada Estrela’ é daqueles livros que mudam sua vida”

  • Surtos Literários: “‘Como eu realmente…’ é divertido, inteligente e ousado”

    Surtos Literários: “‘Como eu realmente…’ é divertido, inteligente e ousado”

  • NG: “‘Marcados’ é um livro para quem gosta de histórias distópicas”

    NG: “‘Marcados’ é um livro para quem gosta de histórias distópicas”

Resenhas 01 set 2014

Hayane e Bia: “FMF em quadrinhos é uma leitura muito divertida”

1Hayane Melo, no Hayane e Bia

Oiii gente!! Hoje estou muito feliz, tipo muito mesmo, porque estou preparando vários posts bem legais pro blog!

Mas vou deixar vocês um pouco curiosos…

Voltando! Acho que todos já sabem do novo livro da nossa querida Paulinha, ou melhor o novo gibi (sim, isso mesmo!). A Paula Pimenta trouxe uma grande surpresa para todos os seus leitores, o FMF em quadrinhos! Para aqueles que já estavam com saudade da Fani e do Leo, agora os gibis serão semestrais, e se você ainda não tem o seu, corra até uma livraria e compre!!

1

Mais Fazendo meu filme para quem andava morrendo de saudades da Fani, do Leo e de seus amigos! Agora numa versão em HQ, os personagens da série de livros de maior sucesso da Editora Gutenberg chegam à Editora Nemo para dividir novos momentos com vocês. Neste primeiro volume de Fazendo meu filme em quadrinhos vocês vão acompanhar o início da amizade da Fani e do Leo e os apuros que ela passa para conseguir que ele tenha um aniversário inesquecível.

1

Uma festa surpresa para o Leo? Sim, isso mesmo! Fani está planejando uma pequena festa surpresa para que o aniversário de seu melhor amigo seja inesquecível! Toda tímida e desajeitada, mas mesmo assim consegue planejar tudo direitinho! Mas será que ele vai gostar? Isso é o que vamos descobrir apenas lendo…

 (Siim, eu fui no lançamento, vou fazer post sobre isso em breve...)

(Siim, eu fui no lançamento, vou fazer post sobre isso em breve…)

Sou meio suspeita pra falar sobre os livros da Paula, porque eu simplesmente amo todos! E como eu já estava morrendo de saudades da Fani, fiquei super feliz quando ouvi que FMF ia ter uma versão em HQ!! E não me decepcionei em nada, tudo bem que nem todos os personagens saíram como eu imaginava, mas tudo ficou muito lindo e caprichoso (só achei que deveria ter mais páginas! hehe). Recomendo para todos, uma leitura muito divertida!

1

Avaliação: 5/5 ❤ (Favorito)

1

Por hoje é só leitores! Espero que tenham gostado!
Beijinhos
>> Hay <<

Resenhas 01 set 2014

Epílogos e Prólogos: ” ‘Indesejadas’ é um livro perfeito para fãs de suspense policial”

1Nathalia Lopes, no ​Epílogos e Prólogos

Para fãs de suspense policial, ‘Indesejadas’ é um livro perfeito para isso. Ele definitivamente superou as minhas expectativas e eles agora está entre meus livros favoritos.

Escrito pela autora Kristina Ohlsson e publicado pela Editora Vestígio, o livro ‘Indesejadas’ narra crimes brutais cometidos contra crianças na Suécia.

Lillian Sebastiansson e sua mãe Sarah, embarcam no trem para Estocolmo. Lillian tira os sapatos e os deixa debaixo do banco e acaba dormindo a viagem toda. Quando estavam chegando próximas de seu destino, o trem é obrigado a fazer uma breve parada em uma das estações e Sarah desembarca para poder falar ao telefone. Quando estava voltando para o trem, após terminar a ligação, uma moça pede sua ajuda para conseguir colocar seu cachorro doente na escada rolante e poder leva-lo para casa. Sarah ajuda a tal moça, entretanto não consegue voltar a tempo para o trem e ele segue sem ela. Desesperada, entra em contato com a companhia de trem para avisar que sua filha de 5 anos segue viagem sozinha para Estocolmo. Ela pega um táxi para encontrar a filha na estação terminal enquanto um dos guardas do trem prometeu vigiá-la. O guarda precisou se afastar da menina que cochilava durante alguns minutos devido a uma briga em outro vagão e quando Sarah chega para buscar sua filha, ela está desaparecida, Lilian sumiu ao chegar na estação final de Estocolmo, ninguém a viu saindo, ninguém sabe se a levaram, a única coisa que sobrou da passagem de Lilian por aquele trem, foram os sapatos embaixo do banco.

“O trem, boneca”. sussurrou o eco. “Você não faz ideia do que as pessoas esquecem no ttrem. E não faz ideia do quanto as outras pessoas não prestam atenção. As pessoas que não deixam nada para trás, mas que estão apenas viajando. É isso o que as pessoas fazem no trem, boneca. Elas viajam. E não veem nada.”

Esse é o primeiro crime cometido durante o romance, é o ponta pé inicial para as investigações que se sucederam. Alex Reicht, Peder Rydh e Fredrika Bergman são os encarregados por essa investigação. O interessante do livro, é que no decorrer dele, cada um desses três policiais tem a sua própria história revelada. Alex têm dois filhos e um casamento que ele considera perfeito, sua filha mais velha mora próximo a ele e se veem quase todos os finais de semana, seu filho mais novo se mudou para a Colombia após ter se apaixonado e ainda vive por lá. Peder achou que tinha encontrado a mulher da sua vida, casou-se e teve filhos, gêmeos na verdade, mas isso não era o que sua esposa queria, após o nascimento das crianças, ela entrou em depressão pós-parto, que durou mais de um ano, enquanto isso, Peder precisava manter a paciência com o fato de sua mulher nunca ter o interesse em fazer amo com ele, por causa disso, Peder acabava tendo seus casos extraconjugais. Por falar em casos extraconjugais, esse é o caso de Spencer, um professor universitário, casado a anos que se relacionava secretamente com sua amante Fredrika por mais de dez anos. Eles mantinham um relacionamento sem expectativas, Fredrika sabia que ele não se separaria de sua mulher, mas continuava muito encantada e feliz ao lado dele, mesmo sendo apenas sua amante.

1

Voltado ao caso do desaparecimento de Lilian, os policiais entrevistam todos os guardas e a mãe de Lilian e aos poucos vão descobrindo pistas que podem leva-los ao paradeiro da menina. Sarah conta a Fredrika, responsável por interroga-la, que teve que sair do trem para falar ao celular porque não queria que Lilian ouvisse sua ligação para o novo namorado, quando a separação com Gabriel, pai de Lilian, era recente. Entretanto, Fredrika acaba descobrindo mais coisas que Sarah tenta esconder, como as duas denuncias dadas por ela devido a forte agressões causadas por seu ex-marido Gabriel.

Ao procurá-lo para um interrogatório, ninguém sabe sobre seu paradeiro, Gabriel está ou desaparecido ou se escondendo e isso somando a raiva causada pela separação pode ter resultado no sequestro de Lilian. Agora, o principal suspeito, é o próprio pai.

O andamento da investigação é alterado após Sarah receber uma caixa contendo os cabelos e as roupas de Lilian e ainda mais pela narração

Resenhas 01 set 2014

Era Uma Vez…: “‘Diário de Classe’ é uma grande inspiração para todos os brasileiros”

1Luana do Vale, no Era Uma Vez…

A história da menina que está ajudando a mudar a educação no Brasil

Você provavelmente deve ter visto a algum tempo atrás na internet ou assistido na TV alguma reportagem sobre uma estudante que criou uma página no facebook para denunciar irregularidades na escola em que estudava. É exatamente sobre essa estudante e esse ocorrido que Diário de Classe – A Verdade aborda.

Isadora Faber, 13 anos, é a estudante que mencionei. Ela estuda em uma escola pública de Florianópolis, entretanto, não é a instituição de ensino dos seus sonhos, pelo contrário, possui inúmeros problemas em sua infraestrutura e no ensino. Diante de uma situação dessas, Isadora resolve criar uma página no facebook chamada Diário de Classe e denunciar tudo aquilo que estava ruim. A página ganhou a notoriedade do público, ganhou muitas curtidas e acabou virando notícia no Brasil e no mundo inteiro. Porém, nada foi fácil, seus colegas, professores e funcionários da escola foram totalmente contra as atitudes dela, inclusive criticando-a. Além disso, Isadora e sua família chegaram a ser ameaçados! Mesmo tentando fazer o melhor pela escola e pelos alunos, afinal, o Diário de Classe foi criado com a intenção de resolver todos os problemas e não de criticar qualquer funcionário. Isso ela deixou bem claro em todo os momentos.

O livro escrito pela própria Isadora, que relata toda a história do Diário de Classe, desde o seu nascimento até as consequências e a visibilidade que o fato deu a sua vida. Ela ficou tão conhecida que começou a participar de palestras, programas de TV e foi indicada a premiações importantes do Brasil e ganhou muitos deles. Também criou sua própria ONG, onde ela trabalha por uma educação de qualidade e igualitária em nosso país.
A história de Isadora é uma grande inspiração para todos os brasileiros, seja para estudantes, professores ou até mesmo executivos. Ela nos mostra que não devemos ser intimidados e nos silenciar diante de uma educação de baixa qualidade, devemos lutar para termos o melhor, todos merecemos a melhor educação que possa ser oferecida, pois temos direitos como cidadãos. Além de que, com a tecnologia a todo vapor devemos utilizá-la a nosso favor para construirmos um aprendizado mais sólido.

Eu indico esse livro para o público em geral, de todas as idades, pois ele possui uma linguagem simples e por ser um relato corajoso de uma jovem que com certeza impressionou muitas pessoas com sua persistência, dedicação e esperança!

Acreditamos no sonho e construímos a realidade.
Roberto Marinho

Resenhas 01 set 2014

Livros com café: “Vale a pena a leitura de ‘A Escola do Bem e do Mal’”

1Pepi Sandra, no Livros com café

O livro é uma releitura dos contos de fadas, e conta a história de Sophia e Ágatha, duas amigas com estilos bem diferentes.

Ambas moram em uma vila chamada Gavaldon, lugar onde a cada 4 anos duas crianças somem e nunca mais voltam.
Todos sabem que as crianças vão para a escola do bem e do mal ,onde são treinadas de acordo com sua personalidade para os contos de fadas.

Sophia estava ansiosa, e esperava para ser a próxima escolhida, ela sonhava em ser uma princesa e ter seu próprio príncipe encantado, enquanto Ágatha acha tudo isso uma baboseira.

Então um dia Sophia foi escolhida e Ágatha como uma boa amiga foi junto, ao chegarem lá as coisas não aconteceram como Sophia tanto planejara, e ela foi colocada na escola do mal, e Ágatha que era supostamente e menina ruim foi colocada na escola do bem.

Logo de cara elas não gostaram nenhum pouco, e passaram por maus bocados, ambas tiveram dificuldades em se adaptar em ambientes totalmente opostos aos que estavam acostumadas.

Eu gostei muito da história, é interessante, cheia de aventuras e abre nossa imaginação para um mundo meio encantador e meio obscuro, vale a pena a leitura, eu recomendo.

A aparência de uma pessoa nem sempre diz quem ela é, suas atitudes e escolhas sim.

Resenhas 01 set 2014

Vivendo no infinito: “‘A extraordinária garota chamada Estrela’ é um livro incrível”

1

Beatriz Nogueira, no Vivendo no infinito

Um livro que me deu vontade de trazer pra vida. A extraordinária garota chamada estrela é realmente um livro incrível, e acho que todos deveriam ter uma Estrela na vida.

O livro é narrado por Léo, um garoto que está no ensino médio e coleciona gravatas de porco-espinho, tudo começa quando ele recebe um presente com uma dessas gravatas. (fiquei rindo sozinha imaginando a grava de porco-espinho). Algum tempo depois, uma garota nada convencional entra no colégio, a extraordinária garota chamada Estrela.

Estrela usa roupas nada convencionais, toca seu uquelele e canta no refeitório, canta parabéns para os aniversariantes, entrega cartões de dia dos namorados para todos da sala, torce para o time da casa e o adversário, parecendo uma pegadinha de primeiro de abril.

A garota leva alegria para a escola, antes dela, tudo era uma massa, agora as pessoas se sentem mais livres para ser quem queriam ser, todos se libertam e descobrem melhor o seu verdadeiro eu. O clima muda completamente! Acontece que isso não dura muito tempo, já que Estrela logo começa a ser extremamente ignorada devido ao seu comportamento nada convencional. Nesse meio tempo, Estrela e Léo começam a namorar, é aí que conhecemos a garota melhor.

1

Achei bastante interessante o modo como tudo é tratado no livro, valendo destacar alguns pontos: o motivo pelo qual a garota muda seu nome constantemente (spoiler), sobre ela ficar maior que o nome, de modo que seu nome não a define mais, simplesmente amei isso e fiquei imaginando como seria se todos nós fossemos assim.

Além disso, outro ponto importante de destacar, é o fato de Léo querer mudar Estrela, para que ela fosse uma garota comum e os dois parassem de ser ignorados – devido ao voto de silêncio – o que foi tratado de maneira positiva no livro, mas não acho que tenha sido positivo de maneira alguma, quando Estrela abandona o nome e volta para o nome de nascimento, abandonando suas roupas e seu jeito de ser, ela se perde, deixa de ser ela, odiei isso. Achei o garoto extremamente ridículo e egoísta por ter feito ela fazer isso. Estrela é extraordinária. Estrela era realmente uma estrela, que levava seu brilho por onde passava.

1

Uma das premissas do livro é o garoto decidir entre ela e o resto da turma, isso me irritou bastante, por ser uma resposta bem obvia pra mim. Gostei da conclusão do livro, mas acho que poderia ter sido melhor. Mas, como a história é voltada para um público mais novo, é bem interessante.

O livro em si é maravilhoso, ou pelo menos o início dele, mas o que mais me interessou foi a Estrela, entender como ela pensava, como ela agia e acompanhá-la de perto.

Página 1 de 50512345102030»»